No Dia Mundial da Conservação da Natureza, falamos sobre “marcas verdes” ou Green Brands. Estas são marcas que procuram ser ecologicamente corretas e apostam na proteção da natureza como principal estratégia e que ativam os seus públicos, com o devido pensamento ecológico e ambiental.

92% dos portugueses já são hoje em dia proativos no que respeita a decisões amigas do ambiente. O preço deixou de ser o principal fator de decisão. O orgânico, o local, o low waste packaging, o reciclado ou reciclável, o sem testes animais, o vegan ou o bio, são todos claims que têm ganho protagonismo e que fazem a diferença no ato de compra.

Com o mundo a adaptar-se ao pensamento verde, com o consumo mais consciente por parte dos consumidores… qual deve ser a resposta por parte das marcas?

O que se entente por Green Brand?


Com os problemas ambientais a serem o foco de cada dia, as ações para melhorar o meio ambiente crescem, muito graças à inovação e ao desenvolvimento tecnológico. Surgem conceitos alternativos como o Marketing Verde. E é precisamente neste contexto que aparecem as chamadas marcas verdes ou Green Brands. Marcas que já adotaram uma estratégia de marketing verde e desenvolvem, promovem e comercializam os seus produtos ou serviços sempre numa ótica de minimização dos efeitos negativos para a natureza. E uma marca verde não é aquela que passa só uma mensagem ecologicamente correta, mas aquela que está realmente sensibilizada com a conservação da natureza e vinculada a um marketing social sustentável.

E o facto é que as marcas mais eco-friendly estão rapidamente a ganhar uma reputação poderosa pelo seu compromisso com o ambiente, e pela sua capacidade de inspirar práticas mais sustentáveis nas suas indústrias. Para além de contribuírem para um planeta mais saudável, as empresas estão também a descobrir que uma estratégia amiga do ambiente também lhes dá o poder de que necessitam para crescer e prosperar num mercado em clara mutação, em que os consumidores esperam das empresas que tomem as decisões “certas” para a sociedade e o planeta.

“Marcas que já adotaram uma estratégia de marketing verde, e fazem do desenvolvimento e comercialização dos seus produtos ou serviços, a diminuição dos efeitos negativos para a natureza.”


O sucesso nas estratégias pela proteção do ambiente | Green Brand


Já há muito se fala de autenticidade nas estratégias, mas sem dúvida que o marketing verde é aquele que revela o mundo real e autêntico em que vivemos, com todas as preocupações envolventes. E são vários os casos de sucesso: entre campanhas, produtos e marketing das marcas que optam pelo bem-estar ambiental e pelo rótulo de uma Green Brand. Incluindo marcas portuguesas, como é o caso da “Re-Coffee” que produz calçado a partir do desperdício de café e de borracha reciclada. Ou a “Cuscuz” que fabrica bijuteria a partir de móveis em fim de vida. O importante é trabalhar em conjunto com o meio ambiente e evitar também processos poluentes.

Tornar-se uma Green Brand significa também ativar de forma a proteger a natureza. Assumir um compromisso para um mundo sem resíduos, incentivando a reciclagem; desenvolver ações de marketing e ativações que apelem à consciência pela proteção de animais, para não destruir habitats naturais, como o exemplo da Coca-Cola, nas suas últimas campanhas.

Se conquistar novos consumidores/clientes e proteger o meio ambiente lhe parece apelativo, então não perca tempo e torne-se numa Green Brand. Para além de um trabalho positivo em conjunto com a sociedade atual, o fator competitivo com outras marcas é eliminatório nas escolhas dos consumidores. E são muitas as alternativas e as práticas que deve adotar para fazer deste rótulo a sua nova imagem de marca.

“Tornar-se uma Green Brand significa também ativar de forma a proteger a natureza.”


Green Brands | You can’t just talk the talk, you need to walk the walk too


Razões não faltam para ativar em prol de um mundo melhor. E dar a resposta mais impactante à conservação e proteção da natureza. E tudo começa por aquilo a que chamamos “mão humana”, a mão de marcas que procuram alternativas. Ser uma marca eco-friendly implica reconhecer algumas das maiores ameaças que o nosso planeta enfrenta e encontrar formas únicas de ultrapassar essas questões. Não se trata de se limitar a utilizar embalagens recicladas ou a levar colaboradores para ações de limpeza de praia. Há que investir em novas iniciativas que mudam o seu modo de funcionamento de forma fundamental, a todos os níveis, ao seu ritmo, dentro das suas capacidades, mas sempre na direção certa, sendo que nenhum passo é demasiado pequeno:

Invista nas mudanças: Ser uma Green Brand é um processo global e não apenas de marketing. Implica estar atento à pegada ecológica tanto dos produtos como da empresa, dos seus colaboradores e mesmo dos seus parceiros. Exige investimentos seja em processos de fabrico e comercialização sustentáveis ou em pessoas. Mas sobretudo mudanças no mindset da empresa a todos os níveis.

– Torne as equipas da sua marca como uma comunidade sustentável: O antigo lema de “juntos somos mais fortes”. Verificar os processos de reciclagem e desencorajar o desperdício de produtos. Substituir produtos descartáveis por reutilizáveis. Porque cada boa ação para a natureza, evita a destruição dos ecossistemas.

– Ative conscientemente: Dê uma reviravolta nas ativações e ações de marketing, e na sua comunicação e presença. Porque esta deve ser a resposta que as marcas devem dar à constante mudança nas escolhas mais ecológicas. Um fator a não descurar é sem dúvida a digitalização das ações. E para este ramo, há um leque de oportunidades sem fim.

– Apoie causas: Sejam elas de cariz ambiental, sustentável, social, animal. Faça parte de movimentos a favor da alteração de comportamentos e processos. Faça da sua marca uma aliada de projetos de conservação da natureza e bem-estar animal.

“You can’t just talk the talk, you need to walk the walk too.”


Ser uma marca verde ou eco-friendly genuína e dedicada tem benefícios significativos, numa paisagem cada vez mais socialmente consciente, onde os consumidores estão a gastar mais do seu tempo e dinheiro em empresas que refletem os seus valores. E esta tendência não vai se inverter, muito pelo contrário. Se quer apelar aos clientes de amanhã, a geração verde, então já sabe qual o caminho a seguir.

No final de todas as considerações, sabemos que utilizar a proteção da natureza como sendo uma estratégia de marca é um modo de estar no mercado. E com certeza já lhe despertou o interesse e a curiosidade em descobrir mais. Salve o planeta e faça do seu negócio ou marca o maior crescimento deste ano. É tempo de usar a criatividade para aplicar novas práticas e hábitos de uma Green Brand.

E justamente, estamos aqui para o ajudar a impulsionar a sua marca no contexto ecológico e em prol da natureza. Somos early adopters. E é com uma visão omnichannel que atuamos para amplificar a presença da sua marca, no universo digital… e mais além.

Descubra como o podemos ajudar. Fale connosco: marketshow@marketshow.pt

#Green Brand #sustainability #newmarketing #marketingtrends #changeyourmindset #digitalmarketing #happybrands #marketing #happypeople #happytalents #marketshow #wemakeithappy

How interesting was this post?

Click on a smiley to rate it!

Average rating 4.3 / 5. Vote count: 3

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not interesting for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?