São  o presente e o futuro das marcas. Um ponto necessário e imprescindível à construção de uma identidade genuína e relevante para cada negócio. Nos dias de hoje, e com o impulso que a própria pandemia deu a todo o mundo digital, estar fora das redes sociais é o mesmo que aquecer e não ir a jogo. E a estratégia de marketing de marcas, empresas e pessoas tem de integrar inevitavelmente estas plataformas de interação virtuais.

Mas, criar contas e apenas estar presente com publicações genéricas não é comunicar de forma eficiente nem ativar o público certo. E não significa automaticamente ganhos de notoriedade e imagem, nem mesmo geração e conversão de leads. Muito pelo contrário, pode ser dececionante e contraproducente. A estratégia de gestão de redes sociais envolve muito mais do que isso. É necessário perceber a orgânica de cada rede, idealizar presenças de forma assertiva e fazer uma gestão inteligente e pertinente de conteúdos.

O que são redes sociais e como diferem dos social media?

As redes sociais reúnem pessoas (no online como no offline), em função dos seus interesses ou valores. No caso que nos interessa são estruturas online, formatadas para permitir conversas e interações sobre determinado tema, a partilha de ideias e opiniões, e mesmo a criação de novas relações. O seu foco é claramente a interação entre pessoas com i