O caminho do sucesso não se mede aos palmos. O marketing de influência tem vindo a ganhar terreno nas estratégias de ativação das marcas. Esta tendência acelerou-se fortemente neste último ano, não só com a explosão do universo digital (e-commerce, redes sociais, plataformas de streaming,..). Mas também com uma crescente apetência por aquilo que é humano, genuíno e autêntico, numa época de profunda revolução na arte de socializar e interagir. E todos estes ingredientes, vieram de certa forma retirar a vedeta às formas tradicionais de publicidade para pôr em palco aqueles que tornam a comunicação mais pessoal e envolvente: os consumidores eles próprios e os influencers (reais ou wannabe).

As verdades de La Palice |Versão Marketing 2021

Verdade nº 1: Uma marca não é o que quer ser, mas o que os consumidores pensam dela.

Verdade nº 2: Os consumidores são cada vez mais seletivos e críticos relativamente à publicidade das marcas.

Verdade nº 3: As pessoas procuram consumir cada vez mais conteúdos para confirmar e/ou reforçar as suas decisões de compra.

Nada de novo portanto. Será? O que mudou? As plataformas e serviços de streaming, as apps de voz e chat, os