Vivemos numa época digital. Respiramos comunicação e promoção digital, enquanto consumidores. E enquanto marcas e empresas, optamos por uma linguagem técnica para trabalhar ferramentas alternativas. Mas, desmitificando o universo complexo do marketing digital, digamos que consiste num conjunto de estratégias e ferramentas utilizadas para divulgar produtos ou serviços de determinada marca, através da grande plataforma que é a internet.

Mas o grande boom do marketing digital é feito da sua complexidade. Tornou-se o principal meio de divulgação e contacto entre marcas e consumidores. Foi, muitas vezes, a forma mais assertiva de manter negócios durante a pandemia. E em muitos outros casos, foi através do marketing digital que muitos negócios foram criados e continuados no último ano.

Hoje, é uma componente essencial ao marketing habitual. Sabe como tirar o melhor partido do marketing digital?

O que é o Marketing Digital?


Quando se fala de marketing em geral pensamos em divulgar produtos e serviços junto do consumidor, como forma de os promover e incentivar à compra. O marketing digital assume o conjunto de várias estratégias e ferramentas que utilizam a internet para essa mesma divulgação junto do consumidor. Ainda com o intuito acrescido em fortalecer relações entre a marca e o público e de construir a sua forte identidade digital.

O conceito de marketing digital resulta do avanço da tecnologia e dos hábitos das pessoas. Passar a conduzir o cliente até ao momento da compra, mas por meio de plataformas e espaços digitais.

“Quando se fala de marketing em geral pensamos em divulgar produtos e serviços junto do consumidor, como forma de os promover e incentivar à compra.”


O cenário atual do marketing | Uma rede de ligações digitais


Antes de aprofundarmos o universo do marketing digital especificando as várias faces que o tornam uma mais-valia, falemos da conetividade que existe no mundo atual. Conetividade esta que permite uma presença quase constante de marcas nos ecrãs de cada pessoa.

O cenário por detrás do marketing é feito de conetividade digital. Ligações de pessoas para pessoas, pessoas para marcas, ou de marcas para marcas. A internet é utilizada para procurar informação, descontrair em jogos ou conversas com amigos, partilhar opiniões sobre tudo e nada, pesquisar sobre determinado produto antes da compra, etc… É em espaços e plataformas digitais que a atenção das pessoas se centra nos dias de hoje. Nas 24h de cada dia são consumidos e partilhados conteúdos de uma forma exorbitante. O cenário do marketing atual é maioritariamente digital.

Não perca a oportunidade de ter a sua marca exposta aos olhos do mundo!

“O cenário por detrás do marketing é feito de conetividade digital.”


Mas porque devemos utilizar uma estratégia de marketing digital?


A resposta mais direta: porque é onde está o público de cada marca, na internet. O marketing digital não pode ser visto como uma opção ou alternativa, mas sim como uma expansão da marca para o digital. E porquê expandir a marca para esse espaço?

1- Maior interatividade com o público-alvo:

Todos nós já assistimos e fizemos parte desta diferença entre a promoção de um produto através de canais de comunicação tradicionais, como um anúncio na televisão, e a promoção de um produto que vemos nas redes sociais, por exemplo. Enquanto que no primeiro caso, a marca transmite a mensagem e não recebe qualquer feedback instantâneo, nas redes sociais estimula o diálogo e permite a partilha de opiniões entre os próprios consumidores. A interatividade que o marketing digital permite é um grande passo a favor da expansão de marcas para o universo digital.

2- A segmentação do público-alvo:

Quando uma marca opta por uma campanha através dos canais de comunicação tradicionais, não controla por quem a campanha é realmente vista e se o público que foi impactado corresponde ao que pretendia. Ou até mesmo, se o nível de interesse naquele produto ou serviço foi o esperado. O marketing digital permite este controlo mais detalhado, porque o conteúdo é direcionado exatamente para as pessoas certas e espaços mais adequados ao público-alvo. Segmentar o público-alvo consiste em planear a comunicação digital com base em faixa etária, género, localização, nível de escolaridade, hábitos e estilos de vida, entre outros fatores.

3- Eficiência dos recursos gastos:

Quando uma marca pensa em realizar determinada promoção ou lançamento de produto, define obrigatoriamente um budget que está disposta a gastar. Por vezes, optar por meios de marketing tradicionais, é quase como não saber o que esperar em termos de resultados conseguidos. Porque nunca sabemos quem vai estar do outro lado, se aquela pessoa impactada traz retorno à marca ou não. Numa estratégia de marketing digital, e através do grande poder da segmentação, evitamos o desperdício de recursos e transformamos o investimento em eficácia.

“O marketing digital não pode ser visto como uma opção ou alternativa, mas sim como uma expansão da marca para o digital.”


Numa altura em que já compreendemos o conceito | Como dar vida ao Marketing Digital?


Dar vida ao marketing digital da sua marca é resultado de inúmeras estratégias. Não existe uma receita única para o sucesso digital, mas sim ingredientes, que depois de otimizados e interligados criam a sua melhor performance. E todos eles com o objetivo de fortalecer a imagem de marca e melhorar o relacionamento com o público-alvo.

As estratégias mais comuns passam por:

  • Inbound Marketing – Onde são criados conteúdos específicos para a atração do público-alvo. Neste caso, a marca procura despertar o interesse do público e levá-los a ser a sua escolha principal.
  • Marketing de Conteúdo – O foco no conteúdo certo para cada target. Definir formatos, canais de comunicação, linguagem, entre outros. É a produção pura de conteúdos que unem marca e público-alvo.
  • SEO (Search Engine Optimization) – Que consiste na otimização de páginas para os motores de pesquisa. Qualquer marca quer corresponder às pesquisas dos utilizadores e posicionar-se nas primeiras posições dos resultados.
  • Affiliate Marketing – O trabalho colaborativo e que funciona por comissões entre pessoas (afiliados) e marcas. Uma estratégia de divulgação de marcas por meio de outros, nas suas páginas como blogs ou redes sociais.
  • Redes Sociais – As plataformas onde todas as pessoas estão presentes. Arriscamos dizer que é a estratégia mais utilizada por todas as marcas, como que uma presença quase certa. Mas aqui, é necessário conteúdo, consistência e controlo.
  • Influencer Marketing – Campanhas de marcas através de determinada pessoa, influente ao público-alvo pretendido. Quase como que um “porta-voz” da marca para um target específico. É alinhar o produto/serviço à capacidade de influenciar pessoas.

O Marketing Digital faz hoje parte da nossa agência. Aqui fazemos o diagnóstico da presença online de cada cliente e desenhamos soluções para reforçar o seu impacto junto do público e construir novas caminhos para impulsionar os seus resultados.

E justamente, estamos aqui para o ajudar a construir uma estratégia digital. Somos early adopters. Trazemos valências e experiência de ativação de marca do universo real e do universo digital. E é com uma visão omnichannel que atuamos para amplificar a presença da sua marca, em prol de um mundo melhor.

Descubra como o podemos ajudar. Fale connosco: marketshow@marketshow.pt

#digitalmarketing #marketing #brandactivation #marketingtrends #happybrands #changeyourmindset #happypeople #happytalents #marketshow #wemakeithappy

How interesting was this post?

Click on a smiley to rate it!

Average rating 4.8 / 5. Vote count: 4

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not interesting for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?